Sensores e fator de corte

January 8, 2017

O sensor é a parte da câmera que capta a luz assim como fazia o filme antigamente.

Eles são formados por minúsculos diodos sensíveis à luz. A luz chega até o sensor no momento em que o obturador é aberto e suas fotocélulas são atingidas por variáveis intensidades de luz.

Essa luz é gravada por meio de cargas elétricas (mais luz, maior carga) e armazenado na forma de números binários para serem interpretados pelos softwares tanto da câmera como dos computadores.
 

Os dois tipos mais conhecidos de sensores são:
CCD(Charged Coupled Device, ou Dispositivo de Carga Acoplado),  e o CMOS(Complementary Metal Semiconductor, ou Semicondutor Complementar de Metal).


Nas câmeras DSLR encontramos o APS-C ou DX e o 35mm conhecido como full frame.

 

A película do filme fotográfico conhecido como 35mm tinha o tamanho padrão de 36mm x 24mm.
 

Nas câmeras digitais encontramos uma grande variedade nos tamanhos dos sensores. A maior razão para isso é o elevado custo na produção dos sensores de tamanho igual aos antigos filmes de 35mm (36mm x 24mm).

 

Surgiram, então, sensores menores, e com eles o termo fator de corte.

Esses sensores nas câmeras DSLR possuem tamanho aproximado de 24mm x 16mm: o APS-C na Canon e o DX nas câmeras Nikon.

 

Qualidade da imagem


A principal diferença no tamanho dos sensores está relacionada à produção de ruído (característica dos sensores menores), assim como devemos considerar que um sensor maior com igual resolução de um sensor menor, possui pixels maiores, com melhor captação de luz e cor.

Abaixo uma imagem com alguns dos tamanhos de sensores mais conhecidos e a sua relação com o que chamamos fator de corte.

Fotografias e ilustrações: Eduardo Bernardes
Parte do material áudio visual do curso básico de fotografia.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

A tão falada Regra dos Terços

January 9, 2017

1/1
Please reload

Posts Recentes

July 30, 2017